Google+

24 de dez. de 2020

Sala contemporânea com toques de verde e cobre - Austin Gardens II



Em clima natalino hoje trouxemos essa sala maravilhosa e aconchegante. Quer ganhar uma sala dessa natal que vem? É só me procurar com antecedência! rsrsrs 


Em frente à porta de entrada, a parede em desnível em virtude de um pilar foi aproveitada com um nicho decorativo. Ou seja, o que antes era um "defeito" da parede pode ser aproveitado com um trabalho de contorno em gesso e marcenaria embutida.


 A sala se amplia com o painel estendendo até o corredor, que tem espelho de corpo inteiro ao fundo, ao lado de outro espaço aproveitado com móvel sob medida, contendo sapateiras e maleiro. 



Olha esse móvel que bem planejado. As sapateiras vão até uma altura confortável para acesso aos sapatos e acima delas são duas portas que funcionam como maleiro.


Uma atenção especial foi dada à iluminação e aos detalhes. Veja o debrum do sofá no tecido verde para combinar com os itens decorativos:


O papel de parede dá um acabamento especial, bem como os espelhos de interruptor, para não deixar de combinar com a decoração sofisticada:


Todos os móveis foram feitos em marcenaria sob medida, feitos com o marceneiro de nossa confiança e com acabamentos de puxadores em "Y", que são cavas bem discretas:




Aqui seguem mais fotos, clique para ampliar







Gostou? Estou à sua disposição!

Arq. Érica Marina

6 de dez. de 2020

Varanda Colorida Verde e cobre - Austin Gardens II


 

Olha com um toque de leveza e cor pode fazer uma varanda bem pequena ficar confortável! A parte metálica foi toda pintada de cobre. A marcenaria é feita de um amadeirado claro. A decoração conta com folhas que trazem o verde à tona. As almofadas resumem os tons de cor presentes. Não é um charme!?




  • Para esconder o varalzinho, do outro lado, olha que móvel inteligente! À esquerda não tem prateleira não detalhe interno. Na porta à direita já funciona como local de armazenamento.




Arquiteta Érica Marina

4 de nov. de 2020

Quarto do Casal - Austin Gardens II


Esse quarto de casal contou com uma redistribuição para ter mais espaço de armazenamento e com detalhes de iluminação que fizeram a diferença. Antes, a cabeceira da cama ficava na parede onde agora está o armário, além disso, acama tamanho queen ficava encostada na parede da janela. A redistribuição permitiu um armário maior, pois anteriormente ele ficava na parede de abertura da porta.


Uma sanca de gesso com iluminação indireta, fita de LED em volta da cabeceira e um pendente bem charmoso. Como o espaço é estreito, uma mesinha móvel de apoio emoldura melhor sem atrapalhar ao lado do armário. Pra ter iluminação adequada, a iluminação em LED desce até o chão.







O pendente charmoso faz um ponto de luz alternativo para acesso ao móvel de cabeceira. Veja o detalhe da textura do papel de parede aplicado e iluminado.





De frente a cama, tem a circulação do apartamento que abriga um móvel com sapateira e maleiro.


Esse espaço é um excelente lugar para um espelho de corpo inteiro que, na foto, está refletindo a circulação e a sala.




Veja que armário espaçoso que o casal tem agora!

Gostaram? Seu quarto também pode passar por essa transformação!

Érica Marina

25 de set. de 2020

Design de interiores: Dormitório infantil com tema de dirigível (menino)

 Esse quarto infantil teve dois pedidos do nosso cliente mirim: uma beliche e um dirigível. O quarto de tamanho convencional num apartamento de Ribeirão Preto foi organizado também para caber o guarda-roupa e um espaço de estudos.

O tema de dirigível foi incluído na parede mais disponível em termos de superfície, que era a parede da porta. Por isso aplicamos o plot localizando o desenho entre a porta e o guarda-roupa, mas o degradê de cores que compõe o fundo também recobre a porta dando continuidade.


O cantinho de estudo se torna absolutamente indispensável ainda mais hoje em dia que o estudo tem se concentrado em casa, não é mesmo?


De lá de cima do beliche da pra ver o mundo mágico que o quarto se transformou com o plot especial e as paredes em azul:


E na parte debaixo do beliche, que é sempre mais preterida, pusemos um porta-livros feito sob medida pra acrescentar um ponto de interesse e incentivar a leitura.





Amei esse dormitório, e vocês?

 Érica Marina


6 de jun. de 2020

Consultório Odontológico - Uberlândia



Esse consultório odontológico é um projeto para Uberlândia-MG, realizado em uma sala comercial comum. A sala comercial foi dividida em recepção, alinhada com o banheiro já existente e consultório, que conta com área de escritório e de atendimento.

Na recepção, o filtro de água fica adjacente à parede hidráulica que distribui água para o banheiro e para as cubas. Mas ficou charmosamente encaixado numa bancada que abriga o frigobar e mimos para os pacientes. Eles são recebidos com uma iluminação sofisticada e aguardam podendo ver TV numa recepção que mistura os estilos clássico e contemporâneo.
No banheiro, debaixo dos nichos decorativos fica um compartimento ventilado para abrigar a bomba de vácuo. É o melhor lugar para não incomodar quem fica na recepção.
O revestimento atrás da cadeira do escritório é destacado com uma iluminação que reforça seu relevo suave e a logo do consultório. Revestimos uma das paredes com papel de parede que organiza os tons de cor neutros. De acordo com critérios de biossegurança, o consultório fica protegido por uma barreira de vidro fácil de limpar.
Já no consultório, essa bancada maravilhosa foi esculpida em porcelanato e leva cubas de semi-encaixe para garantir assepsia. Sob o canto do "L" fica uma caixa acústica e ventilada para fora, onde se localiza o compressor.
A sala comercial em que fizemos o projeto tem 27,9 m² incluindo recepção, escritório, consultório e banheiro. Trocamos todos os revestimentos originais da sala, mexemos no forro de gesso, fizemos iluminação, segmentamos com parede drywall pra dividir os ambientes, fizemos bancada com cuba sob medida, projeto de mobiliário, escolha dos móveis e de decoração, incluindo papel de parede e boiseries.

O escritório é bem espaçoso com bancada da mesa sobre um balcão com espaço de armazenamento.




A bancada foi organizada de modo a caber o compressor sobre ela, no canto do L, devidamente isolado acusticamente e com ventilação para fora do prédio.



 A recepção, apesar de estreita ficou bem distribuída e com detalhes clássicos.







 E no banheiro original ficou instalada a bomba de vácuo ventilada com porta tipo veneziana e escondida por uma coluna onde se encaixam nichos decorativos.


3 de fev. de 2020

Como avaliar a possibilidade de construir o que eu pretendo?



Antes de construir em determinado terreno, é preciso realizar uma análise sobre a viabilidade da obra desejada. É preciso se atentar que, por meio de legislações urbanísticas, as prefeituras restringem número de andares e onde se pode construir empreendimentos residenciais ou comerciais. Portanto, antes de iniciar qualquer projeto vá à prefeitura local e solicite uma consulta de viabilidade para construção. Este documento serve para informar todos os limites e parâmetros exigidos e permitidos para o terreno.

Para construir qualquer tipo de edifício, é necessário respeitar a taxa de ocupação do terreno, o índice construtivo e os afastamentos (recuos) e por isso é necessário um om responsável técnico habilitado (arquiteto ou engenheiro) que atenda a essas restrições. Esse profissional vai realizar o projeto de forma que possa obter aprovação na prefeitura. Aliás, esses profissionais vão garantir que muitos problemas durante a construção sejam evitados.

Muitas vezes o cliente tem um terreno vago e uma intenção de construir um dado empreendimento (na maior parte das vezes uma residência unifamiliar, ou seja, uma casa) que tem um programa de necessidades específico. O programa de necessidades são todos os usos que você pretende desenvolver no projeto. Por exemplo: uma casa assobradada com 3 suítes, varanda gourmet, sala integrada, piscina e espaço para 2 garagens. Ou ainda: um condomínio de pequenas kitnets para alugar para estudantes, cada uma contendo cozinha, sala integrada com quarto e um banheiro.

Como saber se o terreno disponível comporta essa finalidade?

Para se informar sobre as restrições do terreno é preciso consultar o "Código de Obras" e a "Lei de uso e parcelamento de solo" do município com os respectivos anexos e Leis de regulamentação. Como nós trabalhamos em Ribeirão Preto e região, a seguir demostraremos conforme as normas da nossa cidade para exemplificar. As legislações variam de cidade para cidade, mas o modus operandi é o mesmo.

Conforme o artigo 11 do Código de obras de Ribeirão Preto, as diretrizes a serem fiscalizadas para construção de imóvel serão:
I - Área total construída da edificação
II - Taxa de ocupação do lote (T.O.) - é o percentual utilizado pela edificação em relação a área total do lote, considerando apenas sua projeção horizontal.III - Altura máxima da edificação
IV - Recuos obrigatórios das edificações
V - Permissão do uso e ocupação do solo no local - que definem por exemplo o coeficiente de aproveitamento do lote - índice que multiplicado pela área do lote, estabelece a quantidade máxima de metros quadrados possíveis de serem construídos neste lote, somando-se a área de todos os pavimentos.VI - Direitos de vizinhança

image.png
Autoria desconhecida
image.png
Autoria desconhecida



Considerando essas restrições urbanísticas, acontece que cada terreno fica com uma área de construção em potencial: dado o tamanho do terreno, retirando os recuos necessários, se limitando ao gabarito (altura do edifício) máximo definido naquela zona urbanística e a taxa de ocupação e coeficiente de aproveitamento... Temos uma área (m2) máxima a ser construída, que é o potencial construtivo do terreno. 

Nós precisamos confrontar essa área (m2) passível de construção (potencial construtivo) com o "programa de necessidades" que você tem para seu empreendimento e as regulamentações do Código de Obras. 

Já o código de obras impõe algumas restrições que talvez você não tenha considerado no empreendimento, mas é preciso considerar, por exemplo:
Art. 163 do Código de obras de Ribeirão Preto - "As edificações destinadas a uso residencial unifamiliar e multifamiliar deverão dispor de instalações sanitárias nas seguintes quantidades mínimas:
a) Casas e apartamentos: uma bacia, um lavatório e um chuveiro.
b) Áreas de uso comum de edificações multifamiliares: uma bacia, um sanitário e um chuveiro separados por sexo."

Então, para que nós arquitetos possamos avaliar se você pode aplicar o seu empreendimento ao terreno escolhido são necessárias duas informações. Primeiro, saber onde o terreno está localizado e quais as regras urbanísticas que devemos obedecer no projeto, calculando, então, o potencial construtivo e as restrições de construção (recuos, altura máxima, percentual de área permeável etc.). Essas informações estão disponibilizadas publicamente de maneira agregada. Porém compreendo que seja difícil analisá-las sem formação na área de arquitetura ou engenharia.

Por outro lado, precisamos de informações sobre o empreendimento que deseja construir para saber qual a área mínima de que precisamos para realizar tal empreendimento e  confrontar com as restrições da legislação.

A princípio tomamos como exemplo um terreno que se localiza na Nova Ribeirânia, onde é permitido a verticalização. A tabela abaixo é retirada do Anexo "Restrições de Loteamento", anexo da Lei Complementar n º 2224 de 31/10/20707 que regulamenta da Lei Parcelamento, Uso e ocupação do Solo de Ribeirão Preto. As de outros bairros podem ser ainda mais complexas. Porém, mesmo que seja na Nova Ribeirânia conforme abaixo, precisamos localizar o terreno no mapa de usos para saber qual a altura de gabarito (altura máxima do edifício), pois depende se está na ZUP ou na ZUR (zonas urbanísticas com diferentes regras). As diferentes zonas de urbanização implicam em diferentes coeficientes de aproveitamento máximo, e diferentes coeficientes de áreas permeáveis dentro do lote, o que também faz variar o área máxima a ser construída (potencial construtivo).
image.png
Depois que fizermos esse levantamento e chegarmos à conclusão de que tipo de empreendimento é possível realizar e como será possível, conseguimos lhe dar uma estimativa de área a ser construída, de quanto irá custar os honorários para o projeto arquitetônico (e de interiores, se for o caso) bem como uma estimativa do custo para construção.

Uma última observação não relacionada com a legislação, mas com o projeto em si, é que caso você pretenda fazer garagens em subsolo, seria necessário antes de mais nada um levantamento topográfico de cada terreno para saber se é possível a escavação subterrânea. Esse levantamento também é importante para saber que tipo de fundação pode ser utilizada de modo que não inviabilize financeiramente a obra.

Enfim, como é possível observar, é necessário a coleta de diversas informações para concluir como aproveitar o terreno dado um objetivo construtivo. Uma forma prática de estimar se tal empreendimento é possível é analisar o entorno. Se você pretende construir um sobrado, mas no entorno todas as casas são térreas, é preciso fazer essa análise. Os terrenos do entorno provavelmente estão sujeito às mesmas legislações e restrições urbanísticas.

Caso deseje esse serviço como consultoria, essa avaliação pode ser feita antes de dar andamento ou fechar contrato de um projeto definitivo.

Atenciosamente,

Érica Marina.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...