Google+

30 de jun de 2013

Linda sala de estar... e ótimas sugestões


O design de interiores está em alta e temos visto lindas opções de decoração em diferentes meios de comunicação. Mas projetar interiores é mais do que isso: é uma questão de otimizar o uso e a funcionalidade dos ambientes. Para ilustrar como, fizemos a seguir um trabalho com sugestões para a sala de estar abaixo, que já é linda:

  (Foto: reprodução)
Imagem: Casa Vogue


Sugestões de mudança (modelagem 3D), ler mais informações abaixo:


A modelagem do ambiente acima foi mais ou menos livre, uma vez que não temos as proporções (cotas) da planta original. Mas é possível fazer um paralelo sem esforço da imagem analisada com o ambiente em desenho 3D.

Como se pode observar, a figura inicial é semelhante à original, em que um ambiente com "pano de fundo" neutro (paredes, móveis e revestimentos) ganha colorido pela decoração das almofadas o objetos de arte.


Apesar de ser um ambiente muito agradável inicialmente, podemos observar algo que é efetivamente um problema: a ausência de cortinas ou mesmo paineis nas janelas não permite regular a intensidade da claridade que entra no ambiente. Isso significa que a sala de estar está o tempo todo exposta ao desgaste provocado pelo sol, que também pode atrapalhar as atividades ali realizadas se penetrar em excesso em determinados momentos do dia.


Após colocadas as cortinas, observamos que a iluminação da sala fica um pouco desequilibrada. O trilho de spots na parede favorece o destaque para as obras de arte, porém falta iluminação auxiliar para diferentes atividades (o que chamamos de "iluminação de tarefa"). Ou seja, se alguém quiser se sentar na poltrona com a almofada turquesa para ler um livro, não irá dispor de iluminação para sua leitura. O mesmo acontece com o sofá em L, que não permitiu uma mesinha de apoio nem uma iluminação específica para este espaço, que está sutilmente separado do cantinho da leitura através do uso de tapetes diferentes. Por fim, apesar de o pendente ser muito interessante esteticamente, ele fornece uma iluminação focal, mas não a iluminação geral que se espera para o ambiente como um todo.


Notamos um abajur entre dois sofás, um plafon para iluminação geral, uma luminária de chão para iluminação de apoio em cada poltrona, mas mantivemos o pendente original no ambiente dos sofás.
Agora que a iluminação parece adequada, podemos nos perguntar o quão prática ou convidativa é esta sala de estar com sofás claros e de tecido que encarde (seria linho?). Uma sugestão para manter o sofá claro com mais fácil manutenção é o estofado em couro. Entretanto, o couro não oferece conforto ou aconchego. Para favorecer a permanência e o desfrute deste ambiente, sugerimos um tecido como camurça, suede ou chenille, entre outros.



Agora já podemos nos acomodar melhor na sala de estar, permanecer e ficar! (rsrsrs). Podemos propor uma última sugestão que é acrescentar cor a ela. As cores são uma questão de gosto muito pessoal e então é preciso um critério particular para saber o que agrada. Mas, por isso mesmo, o uso de cores imprime um pouco mais da personalidade de quem habita o ambiente, podendo transformar o clima. A sala já está impecável conforme acima, mas podemos dar uma alegrada no clima se o tom neutro enjoar:


O papel de parede aplicado à esquerda é de fundo branco com grafismo mostarda no mesmo tom de cor aplicado na parede adjacente. O mostarda comporta a decoração colorida inicial e favorece um destaque à parede onde se encontram os objetos de interesse. Além disso, a cor mostarda é da família dos laranjas, cores que favorecem o diálogo e a convivência, relacionadas à nossa capacidade de socialização.

Comparação final:






Érica Marina

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...