Google+

14 de jul de 2013

Se é neutro, não tem erro?

Um dos recursos mais utilizados por quem tem medo de errar na decoração é recorrer para o "neutro": branco, bege, tons pastéis e de areia. Acredito que este apelo para o neutro muitas vezes pode resultar em uma grande harmonia, mas não dispensa um estudo das tonalidades.

É o caso dos ambientes abaixo onde se pode observar que os profissionais responsáveis souberam utilizar tons de forma harmoniosa e agradável.


Entretanto, procurar por um profissional talvez seja importante antes de investir em móveis e tapetes sem saber se o resultado final será adequado. Na imagem abaixo, vemos que a proprietária do espaço se preocupou em manter tudo neutro, porém os tons de bege do sofá e do tapete não se sobrepõem, parecendo que "tem alguma coisa errada".



Para que não ficasse um monocromático bege mal resolvido, foram acrescentados tons de roxo para amenizar. De qualquer forma, arriscar um colorido neste tapete com certeza deixaria o ambiente mais harmonioso.

Em compensação, veja como as estampas da imagem abaixo foram muito bem combinadas para um ambiente neutro e gracioso. Não posso deixar de notar que a decoração e as estampas estão pontuadas de vermelho e um verde bem discreto. Mesmo assim, a noção geral é de neutralidade das cores.

Quando for optar pela decoração com base neutra, pode ser mais fácil eleger  uma outra cor que lhe agrade, como foi o caso do laranja nesta imagem.


Lembre-se que o monocromático (mesmo quando se trata de tons neutros) é uma escolha que brinca com várias tonalidades (não apenas uma) da mesma cor. Quando for sobrepor, utilize diferentes tons ou estampas.


Érica Marina

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...